02 julho 2009

Lembranças...

Fantasia


Se disseres que me amas, acreditarei em cada palavra por vaga que seja, limitarei os meus sinais de alerta apenas ao teu rosto, nem o teu olhar perscrutarei, as sombras que por eles possam passar não as vou ver, simplesmente porque não quero ...
Mas se as interrogo, espero que a resposta seja aquela que quero ouvir.... Poderei não sorrir... mas fica o eco... “pode ser” se não for ...
E fico à espera, iludindo os dias com palavras e risos... tão verdadeiros como as sombras que não quiseram ver!
Não vou procurar motivos porque me dei, nem tentar encontrar razões porque te quis,
Tão simplesmente caminhar sem recordações, ficar vazia e construir a ilusão de vida.

Morrer amanhã ou não, nada me diz, serei o entardecer de cada dia!

3 comentários:

  1. Anónimo2/7/09 19:54

    Muito bem, so tenho pena de nao ter um bocadinho desse teu jeito para a escrita. Continua que estas no bom caminho... Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Estou abasmida com o teu talento!
    Escreves muito bem, como eu adoro ler o sentimento!

    Lindo lindo...

    Catarina Portela em http://vidacomoteatro.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  3. Sem palavras. Divinal.
    Ai tu que escrevias desta forma escondida do mundo... não pode ser!
    Tens talento, muito talento.

    Fiquei contente por te conhecer...
    ganhas-te certamente uma leitora assidua.

    ResponderEliminar

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Um mundo de esperança..