25 novembro 2011

Não te consigo inventar. ®: sou eu.

Não te consigo inventar. ®: sou eu.: é um poema onde rio um poema onde choro, o poema onde vivo o poema onde morro. um poema tão vazio sou eu.

Acerca de mim

A minha foto
Portugal
Um mundo de esperança..